divulgação científica

Adicionando omelete à dieta!

Maiores do que um preá, menores do que uma capivara ou uma paca, as cutias são simpáticos roedores que vivem em ambientes naturais (por exemplo, florestas) das Américas do Sul e Central. Em algumas cidades, são encontradas em espaços urbanos como o Campo de Santana, no Rio de Janeiro/RJ. Além da beleza, esses animais têm um importante papel na dispersão de algumas espécies de plantas ao enterrarem sementes em vários lugares ou liberá-las em suas fezes após consumirem os frutos (para saber mais leia http://chc.org.br/extra-roubona-natureza/).

Sim. Esses animais são herbívoros! Como você deve ter aprendido na escola, herbívoros comem plantas e carnívoros comem “carne” ou outras fontes de proteína animal. Portanto, como herbívoros, as cutias alimentam-se apenas de matéria vegetal? A resposta da maioria das pessoas - e a nossa, inclusive, há alguns meses atrás - seria sim.

Mas, como vocês verão, nem sempre é assim! Alguns carnívoros podem consumir material vegetal como parte da dieta. Por exemplo, o consumo do fruto da lobeira pelo lobo guará. O contrário também pode acontecer e, às vezes, herbívoros podem comer carne ou outras fontes de proteína animal, como ovos. Nós descobrimos que precisávamos rever esses conceitos quando instalamos algumas armadilhas fotográficas em fragmentos de floresta no Cerrado da região de Rio Verde/GO. Para a nossa surpresa, ao analisarmos os vídeos gravados por essas armadilhas, vimos em dois locais diferentes duas cutias (Dasyprocta azarae) consumindo ovos de codorna em ninhos artificiais que havíamos instalado na mata.

Isso mesmo! Tínhamos agora dois registros independentes de um herbívoro ativamente predando e consumindo proteína animal na natureza. Ficamos bem impressionados e curiosos. Então, fomos buscar mais informações e encontramos outros estudos em cativeiro e também em condições naturais que revelavam que cutias poderiam comer carniça, predar pequenos animais e, claro, ovos. Acabamos descobrindo também que há outros registros de herbívoros, como esquilos consumindo proteína animal pra complementar a sua dieta e obter nutrientes necessários para as suas atividades. Interessante, não é mesmo?

 

Outro fato curioso é que muitos desses comportamentos “inesperados” foram revelados pelo uso de armadilhas fotográficas. Essas descobertas revelam que precisamos rever continuamente nossos conceitos e que o uso da tecnologia e novas ferramentas podem nos ajudar a descobrir muitas novidades sobre a biologia e o comportamento dos animais.

Artigo original: Camera traps reveal the predation of artificial nests by free-ranging Azara’s agoutis, Dasyprocta azarae Lichtenstein, 1823, in central Brazil.
https://onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/aec.12941 

Autor

Jânio C. Moreira/IF Goiano

 

Envie sugestões de temas, críticas, elogios para o e-mail:
projetoebmn@gmail.com

Prancheta 6elementos da marca.png
Prancheta 11elementos da marca.png